Universíadas Shenzhen 2011: Dia em Grande para Portugal nas Universíadas 2011



Uma Medalha de Ouro e duas de Prata

Dia feliz nas Universíadas 2011. Hoje Portugal alcançou não uma, mas sim três medalhas na prova que está a decorrer em Shenzhen, China, voltando o atletismo a ser a modalidade em evidência.

Sem dúvida que o grande destaque vai para a excelente conquista de Alberto Paulo que, na final de 3000m obstáculos, conquistou a medalha de Ouro. Terminando a prova com o tempo de 8:32.26 o estudante da Universidade da Madeira realizou uma prova praticamente perfeita, estando sempre nos lugares da frente. A duas voltas do fim, o atleta português arrancou de forma determinada deixando a concorrência para trás, deslizando para os últimos metros da prova com a segurança da medalha que iria alcançar.

Apesar de confiar no trabalho e no seu excelente momento de forma, o atleta não escondeu alguma surpresa pelo resultado obtido: «Foi sem dúvida melhor do que esperava. Queria melhorar a minha classificação anteriormente obtida e para isso era muito importante a adaptação ao clima. Felizmente as coisas foram favoráveis de forma a surgir nesta final em boas condições físicas. Estou muito contente e este é, sem dúvida, o melhor resultado de todos os tempos» afirmou o medalha de Ouro.

A forma como controlou a corrida e arrancou determinado a duas voltas do fim, foram aspectos decisivos para esta grande conquista: «Nas últimas voltas olhei para o ecrã e vi que me estava a destacar do meu adversário mais próximo. Nesse momento, senti que era possível fazer história e comecei a acreditar no primeiro lugar» concluiu o atleta luso que nesta prova superou o atleta campeão europeu e recordista dos 3000m barreiras nas Universíadas.



Na prova do Triplo Salto Feminino, Portugal conquistou a primeira medalha do dia. Patrícia Mamona conquistou a medalha de Prata no seu último salto da prova. Apesar da atleta portuguesa ter estado sempre colocada no grupo das melhores classificadas, acabaria por entrar para o último salto na quarta posição e a necessitar de melhorar a sua marca. A verdade é que assim foi, pois Patrícia partiu determinada para o seu último salto tendo alcançado a marca de 14.23 ficando muito perto da medalha de Ouro, que foi para a atleta da Rússia Ekaterina Koneva que saltou 14.25. O pódio desta prova foi encerrado com a romena Cristina Bujin.

No final da competição, Patrícia Mamona estava satisfeita com a sua primeira participação numas Universíadas: «Vim aqui para ganhar mas infelizmente não foi possível. Apesar de tudo, sinto que estou a subir de forma e saltar acima dos 14m é sempre uma marca muito positiva. O facto de ter começado a época muito cedo poderia levar-me a estar cansada nesta fase, o que não se veio a verificar. Vou para os Mundiais para fazer o meu melhor, com a consciência que posso melhorar tecnicamente. É importante continuar a saltar acima dos 14m e é isso que espero fazer».




Na final dos 5000m femininos, Sara Moreira surgiu determinada em alcançar mais uma medalha nas Universíadas. Como já acontecera na prova de qualificação, a estudante do Instituto Politécnico do Porto mostrou o porquê de ser uma das melhores atletas desta competição. Controlando sempre a corrida e com a capacidade de gerir o esforço, a atleta portuguesa apenas foi ultrapassada pela Turca Binnaz Uslu.

Com o tempo de 15:45.83, Sara lutou até ao fim com a atleta da Turquia pela vitória na competição, embora considere este 2º lugar como um excelente resultado: «É um orgulho para mim estar aqui nas minhas terceiras Universíadas. Como sempre, em qualquer prova que participo, quero ganhar e hoje dei o meu tudo por tudo. Quero dar os parabéns à minha adversária pela sua prestação, uma vez que hoje foi de facto muito forte. Contudo, ser segunda classificada foi muito bom para mim e é uma honra estar presente numa prova como esta. Desde sempre que assumi que era favorita nesta prova. Há dois anos ganhei o título mas também tinha consciência que este ano teria adversárias muito fortes. Estou satisfeita por estar na luta, apesar de não ter chegado. Vou continuar a lutar porque ainda tenho muito para dar ao atletismo. Três medalhas num dia é muito bom para Portugal, estou muito feliz por mim e pelos meus colegas» finalizou.




Ainda no atletismo, o estudante da Universidade de Lisboa João Almeida não conseguiu a qualificação para a final dos 110m barreiras. O atleta português acabou por ficar afastado da prova com o 12º melhor tempo das meias-finais, tendo sido 5º da sua série com 13.95.

Na manhã de hoje, Marcos Caldeira não foi feliz na qualificação do Salto em Comprimento. O estudante da FMH efectuou três saltos nulos que o afastaram da final da competição.

Já no Golfe, Tomás Silva encerrou a sua participação na competição tendo na prova de hoje, terminado com 2 abaixo do PAR. Apesar de mais um dia positivo para o atleta, o mau início da competição revelou-se fatal nas suas aspirações tendo terminando na 33ª posição: «O resultado final não foi o que esperava e isso deveu-se, principalmente, aos dois primeiros dias de competição. Apesar de tudo, sinto que recuperei bem dessa situação como mostram os resultados dos últimos dias. Contudo, a verdade é que fiquei abaixo das minhas expectativas para esta competição.».

A competição de Golfe nestas Universíadas foi pioneira na introdução da modalidade numa prova multi-desportiva desta dimensão. Para a FADU foi muito importante Portugal estar representado nesta competição, numa modalidade que é cada vez importante no quadro do desporto Mundial. Para Tomás Silva a participação nas Universíadas foi igualmente muito dignificante: «É importante estar presente num evento desta dimensão, com esta qualidade e onde é reforçada a capacidade de poder competir e ser simultaneamente estudante universitário. Foi uma grande experiência, num ambiente extraordinário» concluiu o aluno do ISEG.




Para ficares a saber mais sobre a participação portuguesa nas Universíadas de Shenzhen 2011, vai a http://universiadas2011.fadu.pt/
e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?