Notícias

Guimarães é a casa sustentável das fases finais dos CNU

 

 

A sustentabilidade foi a palavra de ordem na apresentação das Fases Finais dos Campeonatos Nacionais Universitários (CNU 2019), que se realizou esta terça-feira, no Instituto de Design em Guimarães. A abrir as hostes esteve o Presidente da Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), Nuno Reis. ‘É uma grande honra termos sido escolhidos para organizar esta competição, com esta sinergia que temos em Guimarães. Gostava de enaltecer a ajuda dos parceiros locais’, começou por dizer, explicando em seguida o significado do logotipo da competição: ‘tem a representação do Castelo da cidade a verde, relacionado com a política de sustentabilidade que a cidade já põe em prática e tem também presente o selo da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU)’.

 

Durante a cerimónia foi apresentado o mote da organização deste ano, com uma vertente de responsabilidade social e ecológica bem vincada, uma exposição feita pelo coordenador do Plano de Sustentabilidade dos Serviços de Ação Social da Universidade do Minho (SASUM), Diogo Arezes. ‘O plano passa pela redução de gases com efeito de estufa, disponibilizando bicicletas, pela gestão mais inteligente do consumo de energia e água, pelo controlo de resíduos como o papel e o plástico, havendo garrafas de água recicláveis e bebedouros’ frisou, falando também da vertente de cariz social. ‘Haverá uma campanha de recolha de equipamentos desportivos, no sentido de os encaminhar para instituições de Solidariedade Social e assim contribuir para o combate às desigualdades sociais’. A alimentação também não foi descurada. ‘A prioridade passa por refeições com baixas emissões carbónicas, estando previsto no pós-evento a plantação de árvores no sentido de tornar este o primeiro evento desportivo com impacto ambiental nulo’.

 

Será a oitava vez que os CNU serão organizados pela AAUM, um facto que na opinião do administrador dos Serviços de Ação Social da Universidade do Minho, António Paisana, revela a qualidade organizativa e responsabilidade acrescida. ‘Que façamos deste evento um sucesso e aproveitemos para mostrar todas as aptidões e espírito de camaradagem. Disfrutem dos momentos que irão partilhar connosco’, pediu, agradecendo ao município de Guimarães pelo uso do Multiusos e outras instalações ao longo da competição.

 

A representar o concelho de Guimarães esteve o vereador da Câmara Municipal de Guimarães, Ricardo Costa, que enumerou os prós da cidade para acolher um evento desportivo desta natureza. ‘Cooperação é a palavra que me ocorre. É um enorme orgulho e responsabilidade, que é possível porque temos associações com história, temos as condições necessárias para levar a bom porto esta edição. Não tenho dúvida de que vão ser um sucesso, os vimaranenses têm uma hospitalidade singular’, disse, elogiando a vertente ecológica desta edição dos CNU.

 

Esta será a trigésima edição dos Campeonatos Nacionais Universitários, uma marca importante que, na opinião do Presidente da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU), Daniel Monteiro, tem um aditivo diferenciador. ‘Esta edição vem numa altura em que foi aprovado, já em janeiro deste ano, o estatuto de estudante-atleta’, uma conquista que reforça o esforço na facilitação das carreiras duais. Daniel Monteiro deixou ainda elogios à ‘capacidade regeneradora da academia minhota’, agradeceu a ‘hospitalidade do município’ e deixou uma mensagem final a todos os envolvidos: ‘Vivam esta festa com fairplay e contribuam para aquilo que é a festa do desporto universitário. São momentos muito especiais e tenho a certeza que estarão todos à altura da grandiosidade deste evento’.

 

Recorde-se que as Fases Finais dos CNU 2019 decorrem este ano entre os dias 29 de abril e 10 de maio, na Cidade Berço, e serão organizados pela Federação Académica de Desporto Universitário, Associação Académica da Universidade do Minho e Universidade do Minho.

 

 

 

 

 

U. Porto conquista troféu coletivo no Atletismo Pista Coberta

 

A Universidade do Porto conquistou o troféu coletivo no Campeonato Nacional de Atletismo Pista Coberta que decorreu no Expocentro, em Pombal. A Associação Académica de Coimbra alcançou a prata e o Instituto Politécnico de Leiria ocupou o terceiro lugar do pódio.

Salomé Afonso, da Universidade Nova de Lisboa, bateu o recorde nacional universitário ao conseguir o tempo de 2.10.40 m nos 800 metros feminino.

Na conquista por um lugar no pódio estiveram 41 clubes, com um total de cerca de 252 atletas a participar nas várias provas levadas a competição. O Campeonato Nacional de Atletismo Pista Coberta teve o apoio local do Instituto Politécnico de Leiria.

 

Confira a lista de pódios:

 

3000 Metros Marcha (Feminino):

1.º lugar: Joana Pontes (IPL)

2.º lugar: Nádia Cancela (AEULP)

3.º lugar: Inês Reis (IPCB)

 

5000 Metros Marcha (Masculino):

1.º lugar: Amaro Teixeira (AAUBI)

2.º lugar: Hugo Guedes (AAUM)

3.º lugar: Miguel Ferreira (AAUBI)

 

Lançamento Peso (Feminino):

1.º lugar: Beatriz Gomes (AEFPIE)

2.º lugar: Inês Franco Carreira (IPLEI)

3.º lugar: Juliana Rei (U.Porto)

 

Lançamento Peso (Masculino):

1.º Lugar: Daniel Santiago (AEISEL)

2.º Lugar: Catalin Bivol (AEISEL)

3.º Lugar: André Alves (AAUM)

 

60 metros Barreiras (Masculino):

1.º lugar: Pedro Vila Cova (U. Porto)

2.º lugar: Tomás Ferreira (AAC)

3.º lugar: André Oliveira (AEIST)

 

60 metros Barreiras (Feminino):

1.º Lugar: Raquel Lourenço (Nova)

2.º Lugar: Catarina Queirós (U. Porto)

3.º Lugar: Carolina Ribeiro (AAUBI)

 

Salto em Comprimento (Feminino):

1.º Lugar: Suzana Cruz (AACOIM)

2.º Lugar: Scarlett Saleiro (IPVC)

3.º Lugar: Cláudia Rodrigues (U. Porto)

 

Salto em Comprimento (Masculino):

1.º Lugar: André Silva (IPP)

2.º Lugar: Carlos Nascimento (U. Porto)

3.º Lugar: João Pinto (IPL)

 

Salto em Altura (Masculino):

1.º Lugar: Paulo Conceição (NOVA)

2.º Lugar: Nélson Pinto (AAC)

3.º Lugar Pedro Vila Cova (U. Porto)

 

Salto em Altura (Feminino):

1.º Lugar: Ana Oliveira (AEISCSP)

2.º Lugar: Cláudia Rodrigues (U. Porto)

3.º Lugar: Catarina Queirós (U. Porto)

 

Salto com Vara (Masculino):

1.º Lugar: Gonçalo Uva (AEFMH)

2.º Lugar: Tomás Marreiros (IPL)

3.º Lugar: Pedro Guimarães (IPP)

 

Salto com Vara (Feminino):

1.º Lugar: Beatriz Baptista (U. Porto)

2.º Lugar: Sofia Carneiro (IPP)

3.º Lugar: Sofia Rodrigo (AAUE)

 

60 metros Planos (Feminino):

1.º Lugar: Cátia Azevedo (AEESEL)

2.º Lugar: Rute Mota (IPL)

3.º Lugar: Fátima Coutinho (IPVC)

 

60 metros Planos (Masculino):

1.º Lugar: Xavier Rato (AEESEC)

2.º Lugar: Miguel Tapadas (AEESSA)

3.º Lugar: Pedro Silva (U. Porto)

 

3000 metros (Feminino):

1.º Lugar: Mariana Machado (AAUM)

2.º Lugar: Andreia Pingueiro (AAC)

3.º Lugar: Rute Simões (IPP)

 

3000 metros (Masculino):

1.º Lugar: João Cruz (U. Porto)

2.º Lugar: Filipe Fraqueiro (AAUBI)

3.º Lugar: Daniel Martins (AFA)

 

400 Metros Planos (Masculino):

1.º Lugar: Bernardo Pereira (IPL)

2.º Lugar: Pedro Mirassol (AAC)

3.º Lugar: Micael Franco (AEFCL)

 

400 Metros Planos (Feminino):

1.º Lugar: Elisabete Silva (AEESEC)

2.º Lugar: Beatriz Gameiro (AEFCL)

3.º Lugar: Nicole Lucas Santos (AEISCTE)

 

800 Metros (Masculino):

1.º Lugar: Diogo Pinhão (AAULHT)

2.º Lugar: Wilson Conniott (IPL)

3.º Lugar: Hugo Gil (AEISEL)

 

800 Metros (Feminino):

1.º Lugar: Salomé Paulo (NOVA)

2.º Lugar: Margarida Silva (NOVA)

3.º Lugar: Sara Inácio (IP Beja)

 

4x200 Metros (Feminino):

1.º Lugar: Ana Ricardo, Maria João Silva, Rita Santos, Ana Mendes (U. Porto)

2.º Lugar: Cátia Rodrigues, Marisa Vieira, Joana Silva, Carolina Ribeiro (AAUBI)

3.º Lugar: Catarina Santos, Elsa Gomes, Beatriz Baptista, Cláudia Rodrigues (U. Porto)

 

4x200 Metros (Masculino):

1.º Lugar: João Pinto, Dyllan Pedro, Tomás Marreiros, Wilson Conniott (IPL)

2.º Lugar: Alexandre Gameiro, Filipe Rosa, João Sousa, Daniel Almeida (AAUBI)

3.º Lugar: Miguel Figueira, Tomás Ferreira, Mário Neves, Pedro Mirassol (AAC)

Futsal, BTT Downhill e Andebol representados na atribuição de bolsas

 

 

O Museu Nacional do Desporto, no Palácio da Foz, em Lisboa, será o palco da cerimónia de entrega de Bolsas de Educação, ocasião em que a FADU e os Jogos Santa Casa premeiam uma vez mais o talento. Este ano os atletas distinguidos são dez e merecem destaque pelos bons desempenhos nos Campeonatos Mundiais Universitários nas modalidades de Futsal, BTT e Andebol, realizados em 2018.

 

Os estudantes-atletas são distinguidos pelos feitos desportivos em 2018 e pelo bom desempenho académico relativo ao ano curricular 2017/2018. O Futsal Feminino teve em grande destaque ao alcançar em Almaty, no Cazaquistão, o terceiro lugar no Campeonato Mundial Universitário de Futsal, um feito que havia alcançado também em 2012 e 2016. Essa marca apenas foi melhor em 2008 e 2010, anos em que a equipa lusa ganhou a prata.

 

Desse lote de atletas fazem parte Inês Marques, que terminou a licenciatura em Gestão na Universidade de Évora, Margarida Alves, atualmente a frequentar o mestrado em Engenharia Química e Bioquímica na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Sofia Carvalhinhos, licenciada em Higiene Oral pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, Raquel Santos, atualmente no terceiro ano da licenciatura em Educação Física e Desporto pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Joana Moreira, que terminou o mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto e Márcia Cândido, licenciada em Ortoprotesia pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa, do Instituto Politécnico de Lisboa.

 

Também no ciclismo haverá distinguidos, fruto do bom desempenho na vertente BTT Downhill. Portugal participou pela primeira vez nesta modalidade no Campeonato Mundial Universitário de Ciclismo e obteve grandes resultados. David Martins conquistou o ouro, ele que frequenta o curso de Engenharia Mecânica no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, do Politécnico de Coimbra. João Pereira levou para casa o bronze, num ano em que frequentava já o mestrado integrado em Engenharia Eletrónica Industrial e Computadores na Universidade do Minho. Ana Moreira, também ela medalha de bronze, aluna de Gestão na Universidade Lusíada-Norte em Vila Nova de Famalicão, também será distinguida.

 

A Seleção Nacional Universitária de Andebol masculino ficou em quarto lugar no mundial do ano que findou, um dos melhores resultados nas oito participações em mundiais da modalidade. Fez parte dessa equipa José Rebelo, que frequenta o mestrado integrado em Medicina, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, que também será distinguido com uma Bolsa de Educação na segunda-feira.

 

Recorde-se que estarão presentes nesta cerimónia de atribuição de bolsas o presidente da FADU, Daniel Monteiro, o provedor dos Jogos Santa Casa, Edmundo Martinho, o Diretor Geral do Ensino Superior, João Queiroz, e o Secretário de Estado da Juventude e do Deporto, João Paulo Rebelo. O evento será conduzido em palco por Miguel Minhava, ex-jogador de basquetebol que também somou êxitos enquanto estudante-atleta.

 

 

FADU e Jogos Santa Casa entregam Bolsas de Educação

 

A Federação Académica do Desporto Universitário e os Jogos Santa Casa irão atribuir Bolsas de Educação a dez estudantes-atletas que em 2018 conseguiram aliar os bons resultados desportivos ao bom aproveitamento académico. A cerimónia está marcada para as 15 horas de dia 18 de março, no Museu Nacional do Desporto.

 

Os atletas premiados destacaram-se nos campeonatos mundiais do ano que passou, com a conquista de medalhas e posições de relevo nas respetivas modalidades. A modalidade com mais premiadas é o Futsal Feminino, que venceu a França em Almaty, no Cazaquistão, e ficou em terceiro lugar na competição. Outra das modalidades com destaque em 2018 foi o Ciclismo na vertente BTT Downhill que, na primeira vez em competição, alcançou medalhas de ouro, prata e bronze. No Andebol destaque para o quarto lugar alcançado no Campeonato Mundial Universitário de 2018.

 

A cerimónia de entrega das bolsas contará com as presenças do presidente da FADU, Daniel Monteiro, do provedor da Santa Casa, Edmundo Martinho, do Diretor Geral do Ensino Superior, João Queiroz, e do Secretário de Estado da Juventude e do Deporto, João Paulo Rebelo.

 

Com este projeto a FADU e os Jogos Santa Casa reforçam o apoio às ‘carreiras-duais’, tendo sido já atribuídas 21 bolsas desde o início da parceria.

AAUE foi primeira na corrida a Guimarães

 

A Associação Académica da Universidade de Évora ficou em primeiro lugar no apuramento da zona NCS para a fase final do Campeonato Nacional de Futebol 11, em Guimarães, e é agora uma forte candidata a suceder à Associação de Estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, que ganhou o troféu na temporada passada. A equipa alentejana saiu invicta desta fase, registando quatro vitórias e três empates.

 

Em segundo, na tabela classificativa de apuramento, ficou o estreante Instituto Politécnico de Castelo Branco, com quatro vitórias, um empate e duas derrotas. Somou treze pontos, mais um que a terceira equipa classificada. A Associação Académica de Coimbra também garantiu um lugar na fase final da cidade-berço, tendo feito um percurso com três vitórias, três empates e apenas uma derrota, frente ao IPCBranco.

 

A Associação Académica da Universidade do Algarve entrou na quarta e última vaga da corrida ao título. Somou dez pontos nas sete partidas realizadas.

 

Os jogos da segunda jornada concentrada, de onde saíram as equipas apuradas, decorreram de seis a oito de março, em Castelo Branco e contaram com o apoio local do IPCBranco.

 

Hugo Ferreira leva ouro para Tomar pela primeira vez

 

O Instituto Politécnico de Tomar alcançou pela primeira vez as medalhas de ouro e de bronze no campeonato de xadrez, nas categorias de semirrápidas e rápidas, respetivamente, por intermédio de Hugo Ferreira. O atleta atingiu os 28 pontos em semirrápidas.

 

Na categoria rápidas, Mariana Silva, representante da Associação Académica da Universidade do Minho alcançou o primeiro lugar, Rita Santos foi medalha de prata pela Universidade do Porto, e Daniela Arruda, também ela do Minho, alcançou o terceiro lugar. No masculino o pódio ficou completo com os atletas André Sousa, medalha de ouro pela Universidade do Porto, Hugo Ferreira do Instituto Politécnico de Tomar com a prata e por João Andias, que levou para Aveiro o bronze.

 

Nas semirrápidas, além do primeiro lugar de Hugo Ferreira, André Sousa (medalha de prata) e André Fidalgo (medalha de bronze pela Universidade Nova de Lisboa) também entraram no pódio. No feminino, o ouro foi novamente para Mariana Silva, a prata para Rita Santos, também ela a arrecadar duas medalhas, e Bárbara Henriques somou mais uma medalha de bronze ao espólio da Universidade de Aveiro.

 

De referir que as provas decorreram nos dias 25 e 26 de fevereiro, no Pavilhão Aristides Hall, em Aveiro.

 

 

 

FADU e Santa Casa da Misericórdia juntos no reconhecimento do mérito

 

A Federação Académica do Desporto Universitário e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa juntaram-se para reconhecer o esforço e talento de dez jovens que ao longo de 2018 provaram que é possível trilhar um caminho paralelo de sucessos. Essa ideia foi reforçada pelo presidente da FADU, Daniel Monteiro, na sua intervenção durante a cerimónia de entrega de bolsas. ‘Há que reconhecer o mérito de todos os estudantes-atletas que se dedicam diariamente à carreira-dual e a todos os que integram as Seleções Nacionais Universitárias, projeto cada vez mais sólido, profissionalizado e sustentável, alicerçado numa relação de compromisso e cooperação com as federações desportivas nacionais de cada modalidade’.

 

O presidente da FADU reforçou ainda a importância da aprovação do novo estatuto do estudante atleta e, numa das suas últimas intervenções, deixou o agradecimento por uma das batalhas que mais reconhecimento lhe merece. ‘É altura de agradecermos a todos quantos se empenharam em todo o processo de preparação e construção do diploma. Estou certo de que terá o acolhimento das instituições de Ensino Superior e das associações académicas e de estudantes’.

 

Voz do apoio a este jovens atletas, o provedor da Santa Casa, Edmundo Martinho, começou a sua intervenção por reforçar a ideia de ‘suporte permanente da atividade desportiva naquilo que ela tem de mais nobre’, com efeitos práticos na vida dos estudantes-atletas, que a entidade que representa leva a cabo. ‘Ao mesmo tempo que celebramos esta nossa presença no desporto e queremos que ela se aprofunde também dizemos que este nosso apoio não fica só no plano formal e que deve apoiar aquilo que são percursos de superação. Para nós há valores no desporto que são indissociáveis daquilo que são os nossos valores enquanto cidadãos’.

 

Depois da entrega de prémios foi a vez de o diretor geral do Ensino Superior, João Queiroz, frisar o mote da cerimónia: ‘valorizar todas as componentes em que o estudante participa’. ‘Congratulamo-nos por esta iniciativa, estive cá há um ano a assistir a esta cerimónia e acho que este é o caminho para valorizar os nossos estudantes. Parabéns à FADU e aos Jogos Santa Casa’.

 

Na entrega das Bolsas de Educação marcou também presença o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, que dirigiu elogios aos jovens reconhecidos e não só. ‘Vocês conseguem fazer a vossa formação e ao mesmo tempo orgulhar o vosso País’, disse, estendendo o reconhecimento. ‘Estamos aqui por conta dos atletas, da Federação Académica do Desporto Universitário, mas também da Santa Casa que tem o mérito de reconhecer a importância da educação destes atletas’.

 

Foram três as modalidades representadas na cerimónia desta segunda-feira: Futsal, BTT Downhill e Andebol, que em 2018 alcançaram feitos de destaque no contexto dos Campeonatos Mundiais Universitários. Em baixo pode conferir a lista de premiados.

 

David Martins - Medalha de Ouro – BTT Downhill / Campeonato do Mundo Universitário de Ciclismo 2018; Licenciatura em Engenharia Mecânica – Instituto Superior de Engenharia de Coimbra do Politécnico de Coimbra (2º ano);

 

Inês Marques - Medalha de Bronze – Futsal feminino / Campeonato do Mundo Universitário de Futsal 2018; Licenciatura em Gestão – Universidade de Évora (Conclusão – Licenciada);

 

Margarida Alves - Medalha de Bronze – Futsal feminino / Campeonato do Mundo Universitário de Futsal 2018; Mestrado em Engenharia Química e Bioquímica – Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (4º ano);

 

Sofia Carvalhinhos - Medalha de Bronze – Futsal feminino / Campeonato do Mundo Universitário de Futsal 2018; Licenciatura em Higiene Oral – Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa (Conclusão – Licenciada);

 

João Pereira - Medalha de Bronze – BTT Downhill / Campeonato do Mundo Universitário de Ciclismo 2018; Mestrado Integrado em Engenharia Eletrónica Industrial e Computadores – Universidade do Minho (2º ano);

 

Ana Moreira - Medalha de Bronze – BTT Downhill / Campeonato do Mundo Universitário de Ciclismo 2018; Licenciatura em Gestão na Universidade Lusíada-Norte/Vila Nova de Famalicão (2º ano);

 

Raquel Santos - Medalha de Bronze – Futsal feminino / Campeonato do Mundo Universitário de Futsal 2018; Licenciatura em Educação Física e Desporto – Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (3º ano);

 

Joana Moreira - Medalha de Bronze – Futsal feminino / Campeonato do Mundo Universitário de Futsal 2018; Mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário – Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (Conclusão – Licenciada);

 

Márcia Cândido - Medalha de Bronze – Futsal feminino / Campeonato do Mundo Universitário de Futsal 2018; Licenciatura em Ortoprotesia – Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa (Conclusão – Licenciada);

 

José Rebelo - 4º lugar – Andebol masculino / Campeonato do Mundo Universitário de Andebol 2018; Mestrado Integrado em Medicina – Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (3º ano).

 

Lisboa e Porto apuram campeões

 

Aproximam-se as fases finais dos Campeonatos Universitários de Lisboa (CUL) e dos Campeonatos Académicos do Porto (CAP), agendadas para a última quinzena de março. Em Lisboa os jogos decorrem de 18 a 21 de março e no Porto de 18 a 28 de março. Em causa estão as equipas apuradas para as fases finais dos Campeonatos Nacionais Universitários, que este ano se realizam em Guimarães.

 

Em Lisboa estarão em competição cerca de 600 atletas, de 40 equipas, num evento desportivo com organização da Associação Desportiva do Ensino Superior de Lisboa (ADESL), que decorrerá no Estádio Universitário de Lisboa.

 

No Porto serão apurados os campeões de um universo total de 120 equipas e de cerca de 2204 atletas, presentes nas fases de apuramento. Os números concretos da fase final dos CAP estão dependentes dos jogos ainda por realizar. Até ao momento já foram realizados 439 encontros, jogos com a organização da Federação Académica do Porto.

 

 As equipas de Lisboa e Porto apuradas nas duas próximas semanas juntam-se às equipas saídas do apuramento NCS na luta pelos títulos de campeãs nacionais, nas modalidades em competição de 29 de abril a 3 de maio, na cidade-berço.  

AAUAv na linha da frente no Basquetebol

 

 

A equipa feminina da AAUAv saiu imaculada da fase de apuramento para a Fase Final do Campeonato Nacional Universitário de Basquetebol, em Guimarães, ao conseguir seis vitórias em outros tantos jogos. A equipa aveirense somou 12 pontos, com um saldo positivo de 159 cestos no diferencial entre sofridos e marcados.

 

As restantes vagas foram preenchidas pela Associação Académica da Universidade de Évora, que ficou em segundo lugar com 10 pontos, pela Associação Académica de Coimbra, que terminou esta fase também com 10 pontos, mas em desvantagem no confronto direto com AAUE. A fechar o lote de apuradas no basquetebol feminino está a Associação Académica da Universidade da Beira Interior que com três vitórias e o mesmo número de derrotas somou 9 importantes pontos nesta caminhada.

 

No masculino, também a AAUAv foi primeira na conquista por um lugar em Guimarães. Os aveirenses venceram os oito jogos nesta fase de apuramento, somando 16 pontos. À chamada para a deslocação à cidade-berço responderam também afirmativamente a AAC, que somou 14 pontos, O IPCBranco, com 13 pontos, e a AAUE, com os mesmos 13 pontos.

 

A segunda jornada concentrada da fase de apuramento para as finais decorreu a 7 e 8 de março, em Aveiro, contando com a o apoio local da AAC.

 

 

 

 

 

 

Braga será palco do Europeu Universitário de Futsal em 2019

 

Braga acolhe o Campeonato Europeu Universitário de Futsal 2019 (EUC Futsal), competição que será organizada pela FADU, pela Associação Académica da Universidade do Minho e pela Universidade do Minho, em colaboração com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Câmara Municipal de Braga. Decorre entre os dias 15 e 23 de julho.

 

Braga será a capital do futsal universitário durante oito dias, com a presença de 40 equipas (24 masculinas e 16 femininas) e uma previsão de que cerca de 800 pessoas estejam envolvidas no evento, entre atletas e voluntários.

 

A competição foi oficialmente apresentada na Biblioteca Geral da Universidade do Minho no início do mês, onde marcou presença o vice-presidente da FADU, Francisco Duarte, que destacou a boa cooperação entre todos na cidade dos arcebispos. ‘Braga, a Universidade do Minho e a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) têm selo de qualidade e por isso, ao longo dos anos, temos trazido à cidade eventos internacionais’, referiu o representante da FADU no evento.

 

Presente na cerimónia esteve também o Selecionador Nacional de Futsal, Jorge Braz, que considera esta mais uma ‘oportunidade enorme para os atletas estudantes mostrarem a sua qualidade’, nunca descurando a continuidade dos estudos e o ‘pós carreira desportiva’.

 

Segundo o presidente da AAUM, Nuno Reis, a organização do Europeu envolve gastos na ordem dos 40 mil euros, valor que espera vir a proporcionar  ‘o melhor evento em termos organizacionais’. O desejo é corroborado pelo reitor da universidade, Rui Vieira de Castro, que tem tido a preocupação de ‘melhorar as condições de atividade dos atletas e comunidade em geral’ ao longo dos anos.

 

 

 

AAUAv sagra-se campeã em casa

 

 

A Associação Académica da Universidade de Aveiro conquistou a medalha de ouro no Campeonato Nacional de Vela Raquero que decorreu este fim-de-semana em Aveiro. Com 105 pontos, os aveirenses conquistaram o primeiro lugar do pódio, destronando a Universidade do Porto que ganhou na edição 2017/2018.

 

Com 98 pontos, a Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST) levou para casa a medalha de prata, melhorando assim o quarto posto alcançado há um ano. A fechar o pódio esteve a Universidade do Porto, que alcançou o bronze, com 90 pontos.

 

Com os mesmos 75,5 pontos ficaram em quarto lugar outros dois barcos da AEIST e da U.Porto.

 

Recorde-se que a prova teve a organização local da Associação Académica da Universidade de Aveiro e contou com a parceria do Sporting Clube de Aveiro.

 

 

 

 

IPLeiria, AAC, AAUBI e IPBeja apurados para a final

 

 

A terceira e última jornada concentrada de futsal apurou as quatro equipas da zona NCS que irão disputar a fase final do Campeonato Nacional Universitário que decorrerá em Guimarães, entre 29 de abril e 3 de maio. O Instituto Politécnico de Leiria confirmou o primeiro lugar, que trazia já da segunda jornada, mantendo a invencibilidade e somando 31 pontos, fruto das dez vitórias e do empate conseguidos em 11 partidas.

 

A atual vice-campeã nacional universitária, a Associação Académica de Coimbra ficou em segundo lugar, igualmente invicta, terminando esta fase do campeonato com 29 pontos e zero derrotas. O terceiro lugar foi conquistado pela Associação Académica da Universidade da Beira Interior, que acumulou 22 pontos. A fechar a lista de equipas que irá disputar a fase final está o estreante Instituto Politécnico de Beja, com 19 pontos conquistados.

  

Com os mesmos 18 pontos ficaram a Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, quinta classificada, o Instituto Politécnico de Viseu, sexto na tabela, e o Instituto Politécnico de Castelo Branco, sétimo classificado.

  

Recorde-se que terceira jornada concentrada decorreu de 27 de fevereiro a 1 de março, em Coimbra, onde as quatro equipas viram reforçadas as posições que traziam já da segunda jornada.

 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?