Notícias

Presidente da FADU participou no Fórum do Desporto Universitário de Cabo Verde

 

O presidente da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU), Daniel Monteiro, esteve em Cabo Verde para uma visita de três dias no âmbito da participação no I Fórum do Desporto Universitário Cabo-verdiano.

 

Daniel Monteiro participou no I Fórum do Desporto Universitário promovido pela Federação das Associações dos Estudantes Universitários de Cabo Verde. Daniel Monteiro falou sobre a experiência nacional e internacional da FADU, mostrando assim o trabalho que tem desenvolvido ao longo dos últimos anos, quer na dinamização da atividade nacional, quer nas participações internacionais.

 

No encerramento do Fórum, a FADU e a Federação das Associações de Estudantes Universitários de Cabo Verde (FAEUCV), assinaram um protocolo de cooperação que prevê, intercâmbios entre as duas estruturas, a formação de dirigentes, a participação em momentos desportivos e a doação de material desportivo, bem como uma cooperação alargada no âmbito da comunidade lusófona.

 

No primeiro dia da visita, o presidente da FADU, Daniel Monteiro, foi recebido pelo Secretário de Estado adjunto do Ministro da Juventude e do Desporto, Carlos Monteiro, com quem trocou impressões sobre a importância do Desporto Universitário no desenvolvimento desportivo do país.

 

Depois da participação no Fórum do Desporto Universitário, Daniel Monteiro teve oportunidade para conhecer as academias locais, tendo visitado a Universidade de Cabo Verde e a Universidade Jean Piaget.

 

 

O presidente da FADU foi ainda recebido pela presidente do Comité Olímpico de Cabo Verde, Filomena Fortes, onde abordaram a importância dos valores do Olimpismo estarem ao serviço das comunidades, numa procura crescente de valorizar o papel e o impacto do Desporto nas causas sociais do país. Destacou-se ainda o importante papel que o Desporto Universitário pode e deve ter na valorização social do Desporto no país, como estilo de vida saudável e altamente recomendável.

 

Antes de dar por concluída a visita, Daniel Monteiro foi recebido pela Embaixadora de Portugal em Cabo Verde, Helena Paiva, com quem debateu os desafios futuros do país, bem como o contributo que o Desporto e o Desporto Universitário, em particular, podem dar para o desenvolvimento do país e as oportunidades existentes no espaço lusófono.

 

A visita a Cabo Verde decorreu entre os dias 2 e 4 de julho, a convite da Federação das Associações de Estudantes Universitários de Cabo Verde e deu seguimento à estratégia de proximidade entre a FADU e as congéneres lusófonas no setor do Desporto Universitário.

Minho conquista troféu Nacional Universitário coletivo na escalada

 

O Complexo Desportivo da Universidade do Minho, em Braga, recebeu nos dias 16 e 17 de junho o Campeonato Nacional Universitário de Escalada, que decorreu nas variantes de dificuldade e velocidade.

 

No dia 16 de junho, decorreu a prova de dificuldade. Em femininos, Emilia Placzek, da Associação Académica da Universidade da Beira Interior, manteve o nível ao longo de toda a prova, superiorizando-se à concorrência. O 2º lugar foi obtido por Ana Rodrigo, da Universidade Nova de Lisboa, conquistou a medalha de prata, enquanto o bronze foi entregue, ex-aqueo, a Karolina Wojtaszek, da AAUBI e a Daniela Oliveira, da AAUM.

 

Em masculinos, Frederico Gimenez, da NOVA, conquistou 21+ na final e conquistou a medalha de ouro, tendo por perto Lucca Cunha, da Universidade do Porto, que ficou com a medalha de prata. Atrás, mas ainda no pódio, ficou Paulo Fernandes, da academia do Minho, com 17 pontos, na final.

 

Na variante de velocidade, que decorreu no dia 17 de junho, José Pedro Monteiro, da Associação Académica da Universidade do Minho, superiorizou-se à concorrência para conquistar a medalha de ouro, relegando Paulo Ribeirinho Soares, da Universidade do Porto, para a prata. O 3º posto foi alcançado por José Pinto, da NOVA.

 

Em femininos, Karolina Wojtaszek, da Associação Académica da Universidade da Beira Interior, bateu Inês Sampaio, do Minho, na final, conquistando assim o topo do pódio. No apuramento do 3º lugar, Joana Rita Pereira, da AAUM, levou a melhor.

 

Somadas as duas variantes, a Associação Académica da Universidade do Minho conquistou o troféu coletivo, tendo vencido na velocidade e conquistado o 2º lugar na dificuldade. A academia minhota conquistou mais seis pontos do que a Universidade Nova de Lisboa, que conquistou o 2º lugar e mais 32 do que a Universidade do Porto, que ficou com o 3º posto coletivo.

 

O Campeonato Nacional Universitário de Escalada decorreu nos dias 16 e 17 de junho, em Braga, e contou com a presença de mais de 60 estudantes-atletas. O evento contou com a organização local da Associação Académica da Universidade do Minho.

Sol faltou à chamada nos Nacionais Universitários de Praia

 

Carcavelos recebeu entre os dias 5 e 7 de julho os Campeonatos Nacionais Universitários de Praia. Futvólei, andebol, futebol e voleibol de praia foram as modalidades em disputa, que contaram com a participação de mais de 350 estudantes-atletas.

 

No voleibol de praia, as duplas do Porto saíram vencedoras, com o Politécnico do Porto a vencer em femininos e a Universidade do Porto em masculinos. Na competição feminina, Bárbara Freitas e Maria Leonor Sarmento (P.Porto), venceram Inês Pereira e Catarina Duarte (U.Porto) por dois sets a um. No encontro do 3º e 4º lugar, Inês Soares e Rita Alves, também da Universidade do Porto, venceram Ana Gomes e Ana Pinto, colegas de clube, por 2-1.

 

Em masculinos, Tomás Silva e Luis Gomes venceram os seus colegas da Universidade do Porto, Afonso Guerreiro e Francisco Pombeiro, por dois sets a zero. Na atribuição do bronze, a Associação Académica da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias venceu outra dupla da U. Porto.

 

No futebol de praia, a Associação Académica da Universidade de Aveiro conquistou a medalha de ouro, ao derrotar a Universidade do Porto, por 5-4 no encontro decisivo, depois de ter ganho o primeiro confronto por 2-0 nas grandes penalidades, após o empate a três bolas no tempo regulamentar.

 

 

Em masculinos, a Universidade do Porto somou quatro vitórias em quatro jogos, conquistando assim o lugar mais alto do pódio. Frente à Associação de Estudantes da Faculdade de Motricidade Humana, que ficou com a medalha de prata, a Universidade do Porto venceu por 2-0. No 3º lugar ficou a Associação de Estudantes do ISEP, que registou duas derrotas, por 2-1, frente à Universidade do Porto e por 2-1 nas grandes penalidades, frente à AEFMH.

 

No andebol de praia, em masculinos, a Universidade do Porto venceu na final a Associação de Estudantes da Faculdade de Economia do Porto, por 2-1, após desempate. No encontro de apuramento da medalha de bronze, a Associação de Estudantes do ISEP venceu a Associação Académica da Universidade de Aveiro por 2-0.

 

 

Em femininos, a academia de Aveiro levou a melhor sobre a Associação de Estudantes do Instituto Superior da Maia, por 2-1, também após desempate, depois da igualdade no tempo regulamentar. No encontro de atribuição do bronze, resultado igual, com a vitória a cair para o Instituto Politécnico de Leiria, sobre a Universidade do Porto.

 

No futevolei, em femininos, Camila Bobenrieth e Bruck Py Velloso, da Universidade do Porto, conquistaram a medalha de ouro, superiorizando-se a Francisca Sousa e Bruna Gomes, também estudantes da U. Porto. A medalha de bronze foi conquistada por Inês Vaz e Viviana Gouveia.

 

 

Em masculinos, António Sousa e Carlos Pereira, também da Universidade do Porto, conquistaram o lugar mais alto do pódio, com Pedro Amendoeira e Rui Bento, da Associação Académica da Universidade de Évora a ficarem com a prata. O 3º lugar foi alcançado por João Azevedo e José Pedro Silva, também da academia portuense.

 

Estes Campeonatos Nacionais Universitários de Praia contaram com a organização local da Associação Desportiva do Ensino Superior de Lisboa (ADESL) e da Associação Académica de Lisboa (AAL).

 

 

FADU e Direção Geral do Ensino Superior assinam contrato-programa

 

A Federação Académica do Desporto Universitário e a Direção Geral do Ensino Superior assinaram no dia 11 de abril o contrato-programa correspondente ao ano de 2018, que regula o apoio da DGES à prática desportiva no Ensino Superior através da FADU.

 

Este contrato-programa define a linha estratégia entre a Direção Geral do Ensino Superior e a Federação Académica do Desporto Universitário para a promoção do Desporto Universitário no Ensino Superior português, estabelecendo assim as linhas de atuação e o financiamento estatal para esta área.

 

A assinatura do documento decorreu na sede da Direção Geral do Ensino Superior, depois de no anterior ter sido a sede da FADU a receber o momento simbólico de assinatura do contrato-programa.

 

Na assinatura do contrato-programa esteve o Diretor da DGES, Dr. João Queiroz e o presidente da FADU, Daniel Monteiro. O documento foi posteriormente homologado pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

 

Em ano de Jogos Europeus Universitários em Coimbra, a dinamização da atividade nacional da FADU é particularmente relevante, permitindo assim aos estudantes-atletas portugueses e aos clubes nacionais, aparecerem no topo da sua forma naquela que é a maior competição do Desporto Universitário jamais promovida em Portugal.

 

FADU participa no Fórum Mundial de Voluntariado da FISU

 

A Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) marca mais uma vez presença na FISU Volunteer Leaders Academy, o Fórum Mundial de Voluntariado da Federação Internacional do Desporto Universitário, que está a decorrer em Kazan, na Rússia.

 

Cédric Vieira, do departamento desportivo da FADU, é o participante português neste fórum de voluntariado, que está a decorrer no país que recebe o Campeonato do Mundo de Futebol, possibilitando assim ver ao vivo muitas das dinâmicas expostas na academia.

 

Nesta iniciativa, que decorre até 21 de junho, são promovidas várias palestras e conferências sobre o tema do voluntariado, mas também diversas dinâmicas de grupo, que possibilitam assim aos participantes aplicar na prática os temas abordados ao longo dos dias.

 

Esta segunda edição do Fórum Mundial de Voluntariado da FISU está a decorrer em Kazan, a cidade que em 2013 recebeu uma edição das Universíadas, a maior competição mundial do desporto universitário. Também devido a isso, Kazan é uma das cidades anfitriãs do Campeonato do Mundo de Futebol, com os participantes a terem assistido ao jogo entre a França e a Austrália.

 

O Fórum Mundial de Voluntariado da FISU junta mais de 100 participantes de 92 países, sendo, por isso, uma plataforma privilegiada para a troca de contactos e de experiências sobre o tema do voluntariado.

 

 

Para além da participação de Cédric Vieira, através da FADU, também participou nesta iniciativa, enquanto orador numa das palestras, o presidente do Conselho Nacional da Juventude, Hugo Carvalho, ex-administrador da FADU.

 

No ano passado, a FADU participou nesta iniciativa através de Jonathan Torres, um dos membros do Comité Organizador dos Jogos Europeus Universitários – Coimbra 2018, que vai receber centenas de voluntários internacionais.

 

 

Leonor Bessa e Ricardo Costa conquistam título nacional universitário

 

Leonor Bessa, da Universidade do Porto, e Ricardo Costa, da Associação Académica da Universidade do Algarve, sagraram-se campeões nacionais universitários, no Campeonato Nacional Universitário de Golfe, disputado no Algarve.

 

Em femininos, Leonor Bessa, campeã nacional amadora em título, arrecadou também o título nacional universitário, relegando para o 2º posto, Sara Gouveia, da Associação Académica da Universidade do Algarve e para o 3º posto, Rita Félix, da Universidade do Porto.

 

Leonor Bessa é a atual campeã nacional de amadores, juntando agora o título nacional universitário ao lote de prémios desta temporada. Já o ano passado, a golfista da Universidade do Porto tinha arrecadado o troféu de vencedora.

 

 

Em masculinos, o atleta da “casa”, Ricardo Costa, conquistou o lugar mais alto do pódio, deixando Sérgio Francisco, da Universidade Nova de Lisboa, no 2º lugar e Miguel Valença, da Universidade do Porto, com a medalha de bronze.

 

O Campeonato Nacional Universitário de Golfe decorreu no Pestana Vila Sol Golf, em Vilamoura e contou com a organização local da Associação Académica da Universidade do Algarve, juntando mais de duas dezenas de estudantes-atletas.

FISU nomeia embaixadores no Fórum Mundial do Voluntariado

 

A Federação Académica do Desporto Universitário participou novamente no Fórum Mundial de Voluntariado da Federação Internacional do Desporto Universitário, que decorreu em Kazan, na Rússia, entre os dias 13 e 21 de junho.

 

Cédric Vieira foi o representante de Portugal neste evento da FISU, que reuniu 100 elementos ligados ao desporto universitário de 92 países diferentes. No final da iniciativa, Cédric Vieira foi nomeado o embaixador português da FISU para o ano de 2018 e 2019.

 

A figura do embaixador da FISU tem como objetivo a promoção dos valores do desporto universitário no país de atuação, bem como a promoção de eventos de promoção, como é o caso do Dia Internacional do Desporto Universitário.

 

Durante os oito dias de trabalhos, os países juntaram-se por grupos onde construíram projetos no âmbito da promoção do voluntariado. Portugal participou num grupo com representantes da Suécia, Hungria, Islândia, Estónia, Emirados Arábes Unidos, Holanda, Jamaica, Rússia e Cambodja.

 

 

A par do projeto desenvolvido, os representantes participaram ao longo dos vários dias num programa alargado de conferências e de formação. O programa incluía ainda a visita às instalações desportivas que foram criadas para as Universíadas de Kazan, em 2013.

 

Tendo em conta a realização do Campeonato do Mundo de Futebol, os participantes puderam ainda assistir ao encontro entre a França e a Austrália e ver assim de perto a organização de um evento desportivo de grande dimensão.

 

Para Cédric Vieira, representante de Portugal neste Fórum Mundial de Voluntariado da FISU, “esta foi uma experiência enriquecedora não só a nível pessoal, mas também para a própria estrutura da FADU”, acrescentando que, “o desafio agora é implementar as boas práticas aqui explicadas em Portugal”.

 

Portugal esteve ainda representado a um outro nível com a participação do presidente do Conselho Nacional de Juventude, Hugo Carvalho, num dos painéis do evento.

 

O Fórum Mundial de Voluntariado da FISU teve a sua segunda edição este ano, depois de no ano anterior ter decorrido também em Kazan. O ano passado, Portugal marcou também presença na iniciativa.

 

Universidade do Porto conquista troféu coletivo no Nacional Universitário de Natação

 

 

A Universidade do Porto triunfou nas piscinas de Coimbra, no Campeonato Nacional Universitário de Natação em Piscina Longa. Perto de 120 estudantes-atletas marcaram presença nesta Nacional Universitário, que decorreu no dia 27 de maio.

 

Nos 50m bruços, Carolina Matos, do Instituto Politécnico de Santarém, conquistou a medalha de ouro, a mesma que Simão Capitão, da Associação Académica da Universidade da Beira Interior, conquistou em masculinos.

 

Nos 50m costas, Juliana Lima Freixo, da Associação Académica da Universidade do Minho, colocou-se no lugar mais alto do pódio, com Diogo Fernandes, da Universidade Nova de Lisboa, a garantir o mesmo lugar, em masculinos.

 

Em 50m livres e 50m mariposa, os vencedores repetiram-se, com Adriana Castro, do Politécnico do Porto, a vencer a medalha de ouro, e com Alexandre Lages Ribas, da Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, a conquistar esses troféus, em masculinos.

 

Nos 100m bruços, Simão Capitão (AAUBI) conquistou a segunda vitória e Carolina Matos, do IP Santarém, venceu o ouro, em femininos. Nos 100m costas, segunda vitória para a nadadora do Minho, Juliana Lima Freixo, com a variante masculina a ser conquistada por Job Silva, da Universidade do Porto.

 

Nos 100m livres, Rosa Oliveira, da AAUBI, subiu ao topo do pódio, o mesmo lugar que ocupou Tiago Azevedo, da AAUM, em masculinos. Nos 100m, mas em mariposa, Ana Rodrigues, da Associação Académica da Universidade de Aveiro e Nuno Graça, da U. Porto, foram os vencedores.

 

Na distância de 200m, em estilos, Madalena Silva, da AAUM e João Correia, da Associação Académica de Medicina Dentária de Lisboa, foram os campeões nacionais universitários. Em 200m livres, Sofia Rolão, da Associação de Estudantes do ISCAL e Rafael Bessa, da U. Porto, sagraram-se os vencedores esta temporada.

 

Nos 400m livres, Margarida Ribeiro, da Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico e João Correia, da AAMDL, conquistaram o lugar mais alto do pódio.

 

Nas estafetas, em 4x50m livres, a Associação Académica da Universidade de Aveiro dominou a variante, conquistando a medalha de ouro em masculinos e em femininos. Nos 4x50m livres foi a Associação Académica da Universidade do Minho a classificar-se em 1º lugar.

 

Assim sendo, no troféu coletivo, a Universidade do Porto somou mais pontos, conquistando a medalha de ouro, relegando a academia de Aveiro para o 2º lugar e a academia do Minho para a medalha de bronze.

 

O Campeonato Nacional Universitário de Natação em Piscina Longa decorreu no Complexo Olímpico de Piscinas de Coimbra e contou com a organização local da Associação Académica da Coimbra.

Daniel Freitas participa em encontro da Comissão de Educação da EUSA

 

A Comissão de Educação da Associação Europeia do Desporto Universitário (EUSA) promoveu no dia 15 de junho a reunião anual, que decorreu em Ljubliana, na Eslovénia. Daniel Freitas, membro eleito por Portugal, marcou presença no encontro anual.

 

O encontro anual decorreu na sede da EUSA, na Eslovénia e contou com a presença do presidente da Comissão de Estudantes, Milan Zvan, membro do Comité Executivo da EUSA, Mozes Szekely, Secretário-Geral da Federação Húngara do Desporto Universitário, Daniel Freitas e Sara Rozman, secretária da comissão.

 

No encontro debateram-se os projetos sob a égide da EUSA, sendo um deles, o lançamento do programa Empowered Nation, em que a FADU é um dos três parceiros principais. Este lançamento vai decorrer durante os Jogos Europeus Universitários.

 

Também a organização da Conferência da Associação Europeia do Desporto Universitário, que vai decorrer em 2019, em Belgrado, na Séria, foi um dos assuntos em destaque. Portugal recebeu a Conferência da EUSA no ano de 2017, na cidade de Coimbra, na antevisão dos Jogos Europeus Universitários.

 

A Comissão de Educação da EUSA é assim a responsável pela construção do programa da conferência, em particular, no que diz respeito à vertente educacional do evento, que engloba também uma vertente cultural e social.

 

O próximo encontro está agora agendado para o início de 2019, com vista a definir mais detalhes para a Conferência da EUSA, embora durante os Jogos Europeus Universitários estejam previstos vários momentos de trabalho dos projetos em curso.

 

Daniel Freitas integra atualmente a Comissão de Educação da EUSA, num mandato entre 2016 e 2020. Atualmente na autarquia do Porto, Daniel Freitas foi presidente da Federação Académica do Porto entre 2014 e 2016, onde liderou a organização de várias competições universitárias de caráter europeu.

Seis recordes nacionais universitários batidos no Atletismo de Pista ao Ar Livre

 

 

Perto de três centenas de atletas disputaram o Campeonato Nacional Universitário de Pista ao Ar Livre, que se disputou na tarde de 26 de maio, no Estádio Universitário de Lisboa. A Universidade do Porto conquistou o troféu coletivo, numa tarde em que se bateram seis recordes nacionais universitários.

 

Nos 100m, Carlos Nascimento, do Politécnico do Porto (P. Porto), conquistou a medalha de ouro, com Gabriela Cruz, da Associação dos Estudantes da Faculdade de Motricidade Humana (AEFMH) a repetir a façanha em femininos.

 

Nos 400m, Jorge Colaço, da Universidade Nova de Lisboa (NOVA), foi o mais rápido entre os estudantes-atletas em prova, com Nicolle Lucas Santos, da Associação de Estudantes do ISCTE (AEISCTE-IUL), a vencer em femininos.

 

Nos 10.000m marcha, Amaro Teixeira, da Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI), conquistou o ouro em masculinos, com a academia da Covilhã a conquistar também o 1º lugar em femininos, por Inês Reis.

 

 

 

Nos 100m barreiras, Raquel Lourenço, da Universidade Nova de Lisboa, conquistou o lugar mais alto do pódio, enquanto na distância de 110m barreiras foi Rafael Correia, do Instituto Politécnico de Leiria (IP Leiria) a conquistar o 1º lugar.

 

No meio-fundo, nos 1500m, Andreia Pingueiro, da Associação Académica de Coimbra (AAC), bateu a concorrência. O mesmo fez Gonçalo Casimiro, da NOVA, na vertente masculina.

 

Nos 3000m obstáculos, Filipe Fraqueiro, da AAUBI, conquistou o título nacional universitário, o mesmo troféu conquistado por Daniela Sousa, U. Porto, na variante feminina. Já na distância de 5000m, Filipe Fialho, da Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST), conquistou o ouro, a mesma medalha foi alcançada por Susana Godinho, da Associação de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa (AEUFP), em femininos.

 

Na estafeta, em masculinos, o Instituto Politécnico de Leiria conquistou o ouro, relegando a NOVA e a Associação Académica da Universidade de Aveiro para o 2º e 3º lugar, respetivamente, enquanto em femininos, a Associação Académica de Coimbra bateu duas equipas da Universidade do Porto, para conquistar o 1º lugar.

 

 

 

Nas disciplinas técnicas, no lançamento do dardo, Tiago Pires, do IP Leiria, venceu em masculinos e Sara Firmino, da Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE), venceu em femininos. No disco, Rémi Lima, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), venceu na variante feminina, com Mariana Graça Bento, da AAC, a vencer em femininos.

 

No lançamento do martelo, Rafaela Moutinho, da AEFMH, venceu em femininos, enquanto Bernardo Oliveira, da NOVA, conquistou a variante masculina. No lançamento do peso, vitória da AAC em femininos, através de Cristiana Campos, com Daniel Santiago, da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (AEISEC), a vencer em masculinos.

 

No salto com vara, Gonçalo Uva, da AEFMH, venceu também na Pista ao Ar Livre, com Beatriz Baptista, da U. Porto, a conquistar a variante feminina da competição. No salto em altura, Nélson Pinto, da AAC, arrebatou a medalha de ouro, a mesma medalha que Andreia Nicolau, da U. Porto, conquistou em femininos.

 

No salto em comprimento, Samuel Remédios, da AEIST, recordista nacional absoluto de heptatlo, conquistou o título nacional universitário. Em femininos, Andreia Grácio (U. Porto), conquistou o 1º lugar. Por fim, no triplo salto, Palmira Marques Martins (P. Porto), conquistou a medalha de ouro, com João Duarte, da U. Porto, a conquistar a mesma medalha, mas em masculinos.

 

 

 

Na junção de todos os resultados, a Universidade do Porto conquistou o troféu coletivo, relegando o Instituto Politécnico de Leiria para o 2º lugar e a Universidade Nova de Lisboa para o 3º lugar do pódio.

 

Ao todo bateram-se seis recordes nacionais universitários, nas variantes de 400m, 1500m, 5000m, disco e estafeta, em masculinos e 5000m femininos.

 

O Campeonato Nacional Universitário de Atletismo Pista ao Ar Livre integrou os Campeonatos Nacionais Universitários Concentrados Individuais. Os Campeonatos Nacionais Universitários – Concentrados Individuais decorrem entre os dias 20 e 27 de maio, em Lisboa, com organização local da Associação Desportiva do Ensino Superior de Lisboa (ADESL), da Federação Académica de Lisboa (FAL) e da Universidade Nova de Lisboa.

 

 

Jogos Santa Casa patrocinam Jogos Europeus Universitários 2018

 

Os Jogos Santa Casa são o mais recente patrocinador dos Jogos Europeus Universitários Coimbra 2018, o maior evento multidesportivo alguma vez realizado em Portugal, que ocorre este ano, de 15 a 28 de Julho. Esta é uma parceria natural e decorre do patrocínio à Federação Académica do Desporto Universitário (FADU), da qual os JSC são Patrocinador Principal.

 

Esta patrocínio visa, por um lado, consolidar o apoio dos JSC na promoção, organização e dinamização do desporto no seio do ensino superior, estimulando que, cada vez mais, jovens atletas-estudantes possam conciliar a sua vida desportiva com a vida académica. Por outro lado, os JSC querem, igualmente, valorizar e reconhecer o esforço e mérito desportivo destas jovens promessas do desporto nacional.

 

Outro dos objetivos deste patrocínio aos EUG2018 é firmar a marca (JSC) como a marca que mais apoia o desporto em Portugal, por via dos seus patrocínios, a 16 Federações Desportivas, ao Comité Olímpico de Portugal e ao Comité Paralímpico de Portugal e aos maiores eventos desportivos que Portugal acolhe.

 

Por fim, os JSC pretendem reforçar os valores, associados ao desporto, tais como, o respeito, o espírito de equipa, a determinação, o esforço, a dedicação, a perseverança, o sonho, a tolerância e inclusão social.

 

O presidente da FADU, Daniel Monteiro, diz ser, "natural este apoio dos Jogos Santa Casa aos Jogos Europeus Universitários, porque vem no seguimento de um trabalho muito proveitoso com a FADU", reconhecendo ainda a "aposta na valorização do desporto universitário e do papel do estudante-atleta no panorama desportivo do país", olhando para esta parceria como uma "extensão dessa estratégia".

 

Para Mário Santos, Secretário-Geral dos EUG2018, “o apoio dos Jogos Santa Casa é o reconhecimento da importância dos Jogos Europeus Universitários, dado que termos o patrocínio da marca que mais aposta e apoia o desporto em Portugal traduz a dimensão deste evento que, estamos certos, será um marco no desporto universitário nacional e que permitirá deixar um legado à cidade de Coimbra que perdurará por vários anos e contribuirá para que Coimbra seja uma referência na Europa na associação das carreiras universitárias às carreiras desportivas”.

 

Já Maria da Cunha, da Direção de Comunicação da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, referiu que “o patrocínio aos Jogos Europeus Universitários Coimbra 2018 é mais um marco na afirmação dos Jogos Santa Casa (JSC) como a marca que mais apoia o desporto, em Portugal. Sendo este, o maior evento multidesportivo do ano e, sendo os JSC o patrocinador principal da FADU, esta é uma associação natural, até porque, os JSC têm o estatuto de patrocinador principal ou patrocinador oficial de 11 das 13 modalidades que serão disputadas nos Europeus Universitários. Pelos resultados obtidos nas últimas Universíadas, em Taipé, assim como, pelo nível de atletas da nossa comitiva, estamos muito entusiasmados. Acreditamos no talento e valor dos atletas que irão, por certo, lutar para deixar em casa o máximo de medalhas, demonstrando, desta forma, que o desporto universitário luso é uma das potencias mundiais."

Gil Maia e Vera Vilaça conquistam Nacional Universitário de Triatlo

 

 

Gil Maia, da Universidade do Porto, em masculinos e Vera Vilaça, da Universidade Nova de Lisboa, em femininos, são os novos campeões nacionais universitários de triatlo, ao terminarem em 1º lugar da categoria, o Triatlo de Peniche.

 

O estudante-atleta da Universidade do Porto, Gil Maia, terminou a natação, o ciclismo e a corrida em 59m25, deixando Pedro Gaspar, da Associação de Estudantes da Faculdade de Motricidade Humana, em 2º, com apenas uma diferença de 21 segundos. A medalha de bronze foi conquistada por Miguel Fortunato, do Instituto Politécnico de Santarém, que terminou a 28 segundos do topo da tabela.

 

Em femininos, Vera Vilaça, da Universidade Nova de Lisboa, terminou a prova em 1h8m40, relegando Ana Ramos, da Associação de Estudantes da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa, para o 2º lugar, com 1h9m43. O 3º lugar do pódio foi alcançado por Mariana Talhinas, da Associação Académica da Universidade de Évora, que terminou a 10m57.

 

No troféu coletivo, a Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico conquistou o lugar mais alto do pódio, com a Universidade Nova de Lisboa a ficar com o 2º lugar e a Universidade do Porto, o 3º posto.

 

O Campeonato Nacional Universitário de Triatlo foi uma prova integrada no Triatlo de Peniche, com organização da Federação Portuguesa de Triatlo e da Câmara Municipal de Peniche, tendo sido disputada em 750m de natação, 21,7kms de ciclismo e 5km de corrida.

 

Este Campeonato Nacional Universitário de Triatlo foi ainda uma das provas tidas em conta nos critérios de seleção para o Campeonato Mundial Universitário de Triatlo, que se vai disputar em Kalmar, na Suécia, no inicio de Setembro.

 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?