27 anos, 27 medalhas com história

 

No dia em que a FADU festeja 27 anos, recordamos a história de 27 medalhas conquistadas em Universíadas.

 

As Universíadas são a maior competição universitária mundial, reunindo em cada prova cerca de 12 mil atletas de todo o mundo. Portugal tem actualmente 32 medalhas, sendo 11 delas de ouro.

 

O ano de 2017 é ano de Universíada em Taipé e no dia em que a FADU festeja 27 anos, percorremos o caminho de 27 medalhas com história.

 

23 anos antes da FADU ser fundada, Fernando Almada conquistou em Tóquio a primeira medalha nesta competição, na modalidade de Judo. Almada foi um dos primeiros nomes do Judo nacional, tendo sido o primeiro a conquistar uma medalha num Campeonato da Europa de Júniores.

 

 

Depois da medalha de bronze de Fernando Almada foi preciso esperar 18 anos para outro português voltar a trazer uma medalha de uma Universíada. Alexandre Yokochi, um histórico da natação portuguesa e atual professor universitário nos Estados Unidos, conquistou a prata em Kobe, no Japão, no ano de 1985.

 

Apenas dois anos depois, Yokochi conquista a primeira medalha de ouro para Portugal, ao vencer a prova de 200m bruços em Zagreb, na Croácia.

 

Dez anos depois da primeira medalha de ouro e já com a FADU oficialmente constituída, em 1995, Nuno Fernandes conquista o bronze em Fukuoka no Japão, no Salto à Vara, dando inicio a uma fase de fulgor no atletismo que se prolonga praticamente até hoje. Nuno Fernandes participou nos Jogos Olímpicos de Barcelona, Atlanta e Sidney e foi o detentor do record nacional entre 1996 e 2013.

 

Em 1997, Portugal conquistou uma medalha de prata através de uma Campeã Mundial em título. Carla Sacramento conquistou o 2º lugar em Itália, dando a segunda medalha de prata de sempre a Portugal.

 

Em 1999 volta a ser o judo a estar em destaque, através de Pedro Soares, atual treinador do Sporting Clube de Portugal, que conquistou a medalha de Ouro em Palma de Maiorca.

 

 

Dois anos depois, Susana Feitor, a chefe da missão portuguesa à Universíada deste ano, conquistou a medalha de prata em Pequim, nos 20kms marcha, depois de já ter participado em 2 jogos olímpicos e participando posteriormente em outros três.

 

Em 2005, na Turquia, Naide Gomes conquista mais uma medalha de prata para o atletismo, no Salto em Comprimento, aparecendo na prova como Campeã Europeia no salto em comprimento e como campeã mundial de pentatlo em pista coberta. Neste ano, Vera Santos "renova" a medalha portuguesa nos 20kms marcha.

 

2007 marca o regresso de Portugal às medalhas de ouro, por intermédio de Jéssica Augusto, que venceu os 5000 metros na Tailândia, tendo sido 3 anos depois campeã da europa nos 10 mil metros.

 

 

Também em 2007 Portugal obtém a primeira medalha na ginástica. Luís Araújo conquistou a prata na variante do salto de cavalo.

 

O ano de 2009 marca a melhor participação portuguesa de sempre. Três medalhas de ouro e duas bronze, com a presença do campeão olímpico em título Nélson Évora, marcam até hoje o melhor desempenho português em Universíadas. Nelson Évora confirmou todo o favoritismo no triplo salto e Sara Moreira venceu nos 3 mil metros obstáculos e nos 5 mil metros. Ainda nesse ano, Ana Cachola e Sónia Tavares também saíram com medalhas de Belgrado, na Sérvia.

 

 

Em 2011 a fasquia manteve-se elevada com duas medalhas de ouro e duas medalhas de prata. Alberto Paulo nos 3000 metros e Nélson Évora novamente no triplo salto, conquistaram o ouro, com Sara Moreira a garantir a prata e com a actual campeã europeia, Patricia Mamona a conquistar também a medalha do 2º lugar.

 

Passado dois anos, foi possível manter a fasquia, novamente com duas medalhas de ouro. Fernando Pimenta, medalha de prata nos Jogos Olímpicos um ano antes, conquistou a medalha de ouro na Universiada de Kazan, nas categorias k1 1000m e k1 500m.

 

No atletismo, Marcos Chuva conquistou a medalha de bronze no salto em comprimento e André Alves no Judo.

 

 

Por fim, em 2015, duas das maiores revelações nacionais dos Jogos Olímpicos de 2016 conquistaram medalhas: Rui Bragança no taekwondo e Filipa Martins na ginástica. Ainda assim, o maior destaque vai para  a primeira medalha de ouro numa modalidade coletiva. O Andebol masculino, comandado por Rolando Freitas, conquistou a medalha de ouro, sendo o maior titulo do andebol português até ao momento.

e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?