FADU: O balanço de 2016

O final de um ano é sempre época de balanços e simultaneamente de programar objetivos para o ano seguinte. A Federação Académica do Desporto Universitário teve um ano de 2016 recheado de títulos e de medalhas, que coloca o patamar elevado para um 2017 que se prevê igualmente intenso.

 

Desde os títulos europeus em ténis, taekwondo e futebol até aos títulos mundiais em canoagem, para além de muitas outras medalhas nos Jogos Europeus Universitários e nos Campeonatos Mundiais Universitários, Portugal registou um 2016 de grande nível.

 

 

No balanço realizado aquando da Gala da FADU, Jorge Braz, selecionador nacional e selecionador nacional universitário de futsal, destacou todo “este paralelismo [que] parece-me cada vez mais importante funcionar com uma forte coordenação", salientando que “especialmente no futsal, o espaço universitário é um espaço de excelência para o desenvolvimento da modalidade e temos tido essa evidência, ainda agora no Mundial na Colômbia tivemos alguns jogadores que iniciaram o seu percurso aqui".

 

Emídio Guerreiro, deputado à Assembleia da República e um dos fundadores da FADU enquanto dirigente académico, destacou a “enorme evolução que o desporto universitário tem vindo a fazer” e que considera “um complemento fantástico ao desporto português", salientando ainda que é “importante a FADU sentir que vale a pena este trabalho".

 

 

Para o responsável político, “é importante avançar no caso das carreiras duais”, valorizando o caminho “positivo” que foi percorrido, onde o “exemplo português é um bom exemplo e nós temos que ajudar e facilitar", referindo-se à organização do desporto universitário nacional.

 

Para o presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, é natural a “simbiose que existe entre o COP e o mundo universitário”, salientando o “número significativo de atletas que conseguem conciliar a carreira académica com a desportiva e isso é muito positivo".

 

 

Para o COP, o apoio à FADU é um “reconhecimento e um sinal à FADU que tem feito um excelente trabalho, para reconhecer esse mérito e dar uma palavra de estima e incentivo para que continue".

 

Já o presidente da Federação Académica do Desporto Universitário, Daniel Monteiro, considera que “foi uma época a vários níveis, extremamente positiva”, devido ao “número de praticantes sistematizado nos quadros competitivos”, bem como na “atividade informal promovida pelas associações académicas e de estudantes”.

 

 

 

Também a nível europeu, Daniel Monteiro destacou “a maior e melhor participação portuguesa nos Jogos Europeus Universitários, a maior prova multi-desportiva do desporto universitário europeu”, bem como as “dez medalhas em Campeonatos Mundiais Universitários, que vieram coroar um ano de ouro e de intensa atividade e de grande reconhecimento que o desporto universitário teve”. 

e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?