Evelise Veiga volta a conquistar medalha de prata para Portugal

 

Evelise Veiga voltou a fazer sorrir os portugueses ao conquistar a segunda medalha de prata, desta feita no triplo salto, com a marca 13.81, só superada pela ucraniana Olha Korsun (13.90). A eslovena Neja Filipic ficou com o bronze (13.73).

 

Depois de estar na frente até ao último salto da prova, Evelise não escondeu as lágrimas no final. ‘É um misto de sentimentos porque é difícil estar em primeiro e depois no fim ficar em segundo. Tentei bater a marca dela mas não foi possível e ficou um sabor agridoce. Resta-me trabalhar mais para ultrapassar estes momentos e desenvolver o meu sentido de superação’, confessou a atleta. ‘Treinamos para dar alegrias às pessoas que nos apoiam e nos acompanham todos os dias e por isso sinto-me feliz. Sou a segunda a nível mundial, em duas disciplinas, e estou muito feliz com o resultado’, concluiu.

 

‘Foram as duas primeiras grandes medalhas que conquistou na carreira e tenho a certeza de que são as primeiras de muitas. Temos noção da dificuldade que é ganhar medalhas, mas tínhamos noção que era possível apesar de complicado. No triplo salto embora ela tivesse a melhor marca das inscritas, não sendo ainda especialista na disciplina sabíamos que seria sempre uma incógnita, ao contrário do salto em comprimento’, disse a treinadora Cátia Ferreira, no final da prova. A estudante do Politécnico de Leiria conquistou para Portugal duas das quatro medalhas somadas até ao momento, feito assinalável. ‘Enquanto treinadora só posso estar satisfeita. Conquistar duas medalhas numa competição desta natureza é muito positivo e representar as cores nacionais a este nível é… extraordinário!’, concluiu a treinadora da atleta portuguesa.

 

Ainda no atletismo, no triplo salto, Ana Oliveira ficou em 12º lugar com 13.02, nos 3000 metros obstáculos, André Pereira ficou em 12º lugar (8:47.08) e Ricardo Ferreira ficou em 13º lugar (8:57.14 recorde pessoal), e Joana Ferreira ficou em 13º lugar nos 5000 metros, com 17:18.80. Pela manhã, Joana Pontes competiu nos 20km marcha na Via Francesco Caracciolo, em Nápoles, e terminou no 18º lugar (1:47.10). Em primeiro lugar ficou a australiana Katie Hayward, com 1:33.30.

 

A Seleção Nacional Universitária de voleibol masculino foi a jogo com a República Checa, no Palacoscioni, para decidir a classificação do quinto ao oitavo lugares. Perdeu por 3-1 (25-23; 25-23; 21-25 e 25-18) e agora terá pela frente Taipé (11 horas de PT), na luta pelo sétimo posto.

 

Beatriz Santos voltou esta sexta-feira a competir no Palavesuvio, desta feita em maças (26º lugar 12.300) e fitas (31º lugar, 10.400). No all around acabou em 28º lugar (49.650).

 

No taekwondo, Rafael Forte perdeu na primeira ronda contra o mexicano Alexis Esquivel, por 7-9 e ficou em 17º lugar.

e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?