COP: Congresso Nacional Olímpico 2014



A Maia, Cidade Europeia do Desporto 2014, recebeu, nos dias 3 e 4, o Congresso Nacional Olímpico, organizado pelo Comité Olímpico de Portugal (COP). O evento, que decorreu no Parque de Ciência e Tecnologia da Maia (TECMAIA), teve como tema “Pensar o olimpismo – Um testemunho para o futuro”. Entre os vários palestrantes de renome na área do Desporto e do Olimpismo, destaca-se a presença de Manuel Veloso, Secretário-Geral da FADU.

Na intervenção da sessão de abertura, o Secretário de Estado do Desporto, Emídio Guerreiro, recordou as eleições para o COP. "Era evidente que estávamos perante candidatos com vontade de mudar o paradigma e com esta reflexão ganhamos todos. Já nesse período era claro que os temas de debate seriam forçosamente diferentes no futuro."

A continuação dos Jogos da Lusofonia e a melhoria das condições do estatuto do estudante-atleta foram os principais temas defendidos pelos agentes ligados ao desporto e ao olimpismo.

Luís Gomes da Costa, Presidente da Academia Olímpica de Portugal, considera ser necessário repensar, redimensionar os Jogos da Lusofonia, sem colocar em causa a sua existência.

Já Jorge Olímpio Bento, Diretor da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, "gostaria muito que os países lusófonos aproveitassem os jogos [Rio 2016] para estabelecerem qualquer evento, organização, que marcasse a sua presença" lá.

Mário Almeida, Vice-presidente do Comité Olímpico Angolano, realçou que que todos têm de "fazer esforço muito grande para manter os Jogos da Lusofonia" e sugeriu que os Jogos da CPLP pudessem ser jogos escolares.
Posteriormente, Manuel Veloso referiu que "têm havido conversas com estruturas a nível universitário para que possa ser inserida uma dimensão escolar" nos Jogos da CPLP.



O representante da FADU no Congresso destacou a componente cultural, social e educativa do desporto, e relembrou o trabalho que tem vindo a ser feito “para a dignificação do estatuto de estudante-atleta”.

Manuel Veloso acrescentou que seria "importante levar a cabo um estudo que procurasse identificar causas nesta matéria", sobretudo no que diz respeito ao absentismo/abandono escolar ou ao abandono do desporto para continuar os estudos.

“É fundamental ter maior integração, acompanhamento na universidade, não só ao nível do praticante como dos dirigentes e dos treinadores", sublinhou ainda o Secretário-Geral da FADU.

Questões como o financiamento do desporto, a carga legislativa, a alteração à lei do mecenato desportivo e os patrocínios foram igualmente abordadas durante o Congresso. Os responsáveis de federações desportivas pediram também uma maior atenção e aposta no desporto e escolar e na educação física, assim como, a adaptação de horários para os estudantes-atletas de alta competição.

No segundo dia, a gestão dos programas olímpicos e a sustentabilidade financeira do alto rendimento e da preparação olímpica em Portugal foram os tópicos discutidos pelos palestrantes.
e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?