Universíadas Gwangju 2015: Menos de cinco décimas separaram Filipa Martins do pódio


Filipa Martins conquistou hoje, dia 6, o 4º lugar e Gustavo Simões o 13º lugar na final de All-Around. Foram exatamente 434 milésimas que separaram a ginasta de um lugar no pódio com a medalha de bronze. O terceiro dia de provas da 28ª edição da Universíada de Verão ficou ainda marcado pela passagem de André Pereira à final B de LM1x e pela primeira vitória da Seleção Nacional Universitária de Andebol frente a Israel por 37-26.

Filipa Martins entrou em prova ao final do dia para a final de All-Around, para a qual se tinha apurado com a melhor pontuação. Dos quatro aparelhos, conseguiu maior pontuação no salto (14.066) e no solo (13.666) do que em relação à fase de qualificação, descendo nos restantes aparelhos. Ainda assim, os 54.998 pontos acumulados fizeram com que a ginasta conquistasse o 4º lugar, atrás da vencedora inglesa Kelly Simm e das japonesas Asuka Teramoto (2º lugar) e Natsumi Sasada (3º lugar).

"Acho que a prova correu bem. Apesar de me ter apurado em 1º lugar, sabia que havia ginastas mais fortes que eu e que tinham falhado na qualificação, por isso estou muito contente com o 4º lugar e por, apesar de ser o 3º dia de prova, conseguir fazer uma prova limpa", partilha a atleta. A portuguesa tem ainda mais um dia de competição, onde vai disputar as finais de trave, paralelas e solo.

Gustavo Simões aumentou a sua pontuação em quatro dos seis aparelhos, mas no salto e nas paralelas simétricas não alcançou o resultado obtido na qualificação, penalização que se refletiu num total menor que o da fase anterior (82.750). "O balanço é positivo. Melhorei o meu resultado em relação as qualificações, apesar de uma pequena falha nas paralelas simétricas", afirma Gustavo. O português esteve bem na prova e conquistou o 13º lugar.

Amanhã, a partir das 11h30, volta à final, desta vez em Cavalo de Arções. "A minha expectativa para amanhã é tentar fazer o exercício o melhor possível, numa final nunca se sabe, por isso quero tentar fazer o melhor possível", acrescenta.


André Pereira competiu uma meia-final de LM1x muito disputada, onde terminou 3,08 segundos após o primeiro do grupo, resultado que o deixou em 4º lugar e lhe garantiu o apuramento para a final B, com o melhor tempo, onde vão ser apurados os classificados entre o 7º e o 12º lugar. Esta prova vai decorrer já amanhã, dia 7.

A Seleção Nacional Universitária de Andebol teve hoje a sua primeira prova e a sua primeira vitória, com o resultado final de 37-26. Portugal entrou muito bem no jogo, acentuando rapidamente uma diferença confortável de golos que, ao longo da primeira parte, foi diminuindo acabando esta com 19-14 para a formação portuguesa.

Na segunda parte, Portugal voltou com energia para voltar a aumentar a diferença, vencendo o jogo pela vantagem de 11 golos. A Seleção Nacional Universitária de Andebol entra em campo amanhã, dia 7, novamente às 20 horas, para defrontar a Suíça, equipa que derrotou hoje o Brasil por 31-28.

O selecionador Rolando Freitas fez um balanço positivo do jogo. "Portugal entrou muito bem no jogo, fez mesmo uma excelente entrada e a partir daí o jogo foi ficando um pouco mais fácil. Fomos clarividentes em termos ofensivos e aproveitámos muito bem o contra-ataque. A Suíça é um adversário muito forte e esperamos poder recuperar bem os jogadores para amanhã poder fazer um jogo igual a este ou melhor", afirma.

"O primeiro jogo é sempre o mais difícil, porque é o jogo de estreia, estamos sempre mais ansiosos, mas entrámos bem no jogo. Foi um excelente resultado com uma boa exibição. Nestas Universíadas, todos os jogos são uma final, temos que ficar em 1º lugar no grupo, por isso a expectativa e o objetivo é vencer o jogo, mas estamos confiantes", explica o capitão de equipa, Pedro Seabra Marques.


Terminaram hoje as modalidades de Esgrima e de Tiro com Arco. Pedro Macedo foi o terceiro esgrimista a competir nesta edição das Universíadas de Verão. Com a arma florete, o português não foi além da fase de qualificação, vencendo apenas um dos seis combates que teve de realizar no Grupo 8.

Luís Gonçalves, depois de um dia de pausa, voltou à competição no Tiro com Arco Recurvo. Entrou bem na primeira prova (1/48) e ganhou logo vantagem de quatro pontos sobre o adversário. Ojamae, da Estónia, recuperou esses mesmos pontos nos dois sets seguintes e, no último set, empataram a um ponto, tendo que se recorrer ao desempate, onde o português mostrou ser superior.

Na ronda seguinte, o português acumulou apenas um ponto e perdeu com Duzelbayev do Cazaquistão. Luís Gonçalves abandona assim a prova, ao conquistar o 25º lugar.

Também Antoine Massart, na categoria -66kg, não entrou vitorioso na prova, o que ditou o seu afastamento da competição. Passou para a ronda 1/16 por falta de comparência do adversário, mas neste combate foi o bielorusso Vae Tutkhalian quem passou à fase seguinte. Portugal regressa ao tatame amanhã, dia 7, com Diogo Silva a competir no Open masculino.

Amanhã vão ainda decorrer as provas de 100m livres de Natação, a partir das 9h05, e inicia-se a modalidade de Taekwondo, mas sem participação portuguesa.

Nota: as horas anunciadas são horas locais. Em Gwangju são mais oito horas que em Portugal.

e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?