Fases Finais Concentradas CNU2012: Futebol 11 e Voleibol encerram as finais!



Dia 20 de abril foi o dia em que terminaram as Fases Finais dos Campeonatos Nacionais Universitários 2012. Futebol 11 e Voleibol conheceram assim os seus campeões!

Voleibol feminino

Bem cedo discutiu-se a atribuição do 3º/4º lugar entre a AEFADEUP e a AEFCNAUP, no pavilhão desportivo universitário de Gualtar. Duas boas equipas, que fizeram uma excelente prestação neste campeonato e com qualidades muito similares.

Esta foi uma partida muito equilibrada em que as formações mostraram uma imensa vontade de ganhar. A AEFADEUP entrou melhor no encontro atacando e recebendo sem grandes falhas, parecendo sem dúvida que as adversárias não tinham grandes hipóteses.

Sendo que no 1º set a diferença foi enorme (25-14), no 2º set apesar de terem ganho já se notou mais algum equilíbrio (25-22). Mas a AEFCNAUP veio para o 3º set “renovada” e com vontade de mudar o rumo da história. A equipa de Nutrição do Porto deu o tudo por tudo e conseguiram levar os seus objetivos avante. A AEFCNAUP dominou os últimos três sets e conseguiu vencer, apesar de muito equilibrados (24-26, 26-28, 20-22). Arrecadaram, assim, o terceiro lugar do pódio e a resultante medalha de bronze.

Na final que encontrou as mesmas finalistas da passada época, AEFMUP e AAUM, previa-se a vontade das minhotas em retomar o título de campeãs que lhes havia fugido o ano passado.

Mais uma vez, as campeãs em título (AEFMUP) entraram com pouca atenção mas acabariam da melhor maneira. A frustração das minhotas era visível ao estarem a vencer por 2-0 e terminarem mais uma vez em 2º lugar. A AEFMUP resistiu até ao final e venceu por 3-2.


Voleibol masculino

No jogo de atribuição do 3º/4º lugar a AEFEUP mediu forças com a AAUAlg, jogo que deu a vitória aos futuros engenheiros por 3-1 pelos parciais de (25-13, 19-25, 25-20, 25-21). Uma partida que começou bastante desequilibrada no 1º set mas os algarvios equilibraram no 2º set, igualando a partida. Nos dois sets finais a AEFEUP impôs o seu jogo, acabando por vencer.

Na final do voleibol masculino encontraram-se a Faculdade de Motricidade Humana (AEFMH) e a Associação Académica de Coimbra (AAC), tendo a equipa da cidade dos estudantes levado a melhor, com um resultado expressivo de 3-1.

Embora no início a AEFMH tenha dado provas de que iria ser uma partida renhida, a força esmagadora da AAC foi mais do que evidente, acabando por derrotar os motricitários por 3-1.

Deste modo, a AAC sagrou-se campeã pelo 2º ano consecutivo, enquanto a AEFHM obteve a medalha de prata. Já o Bronze foi entregue à Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (AEFEUP).




Futebol
No jogo do 3º/4º lugar, que repetiu a final do Campeonato Universitário de Lisboa, a AEFMH derrotou novamente a equipa da AEFE-UNL. Desta vez a vitória foi por 4-2, num jogo que atribuía a medalha de bronze.

Os Motricitários assumiram desde cedo a sua posição, adiantando-se rapidamente no marcador. Até ao intervalo, o resultado não se alterou, mas a grande fatia de golos surgiu na segunda metade. Nesse período, os comandados de Rui Oliveira voltaram a marcar mas a equipa de Economia reduzia na conversão de uma grande penalidade.

Rui Oliveira, técnico da AEFMH, mostrou-se conformado com a conquista do bronze, “o nosso objetivo era chegar pelo menos à final mas face às circunstâncias, este terceiro lugar foi um prémio de consolação para a equipa”. O treinador referiu, em jeito de balanço, que “de um modo geral os árbitros têm tido qualidade” e diz sentir-se “satisfeito com a organização deste ano”. Por sua vez, Gonçalo Pereira, treinador da Nova de Lisboa, elogiou os seus atletas, chamando-os de “guerreiros”.

Na grande final, a AEFADEUP sagrou-se campeã nacional universitária ao derrotar, pela margem mínima, a AAUM. A formação anfitriã da competição falhou imensas oportunidades de golo e apenas se pode queixar de si própria.




Fábio Santos, na transformação exemplar de um livre direto á passagem do minuto 52, deu a vitória à sua equipa. Logo a seguir, os pupilos de Michael Ribeiro ficaram reduzidos a dez elementos por expulsão de Tiago, da AAUM. A tarefa ficou, a partir daqui, muito mais dificultada e os homens da casa não conseguiram ter discernimento para chegar ao empate.

A equipa da AEFADEUP aguentou, com muito esforço, até ao fim e bem pode agradecer ao seu guarda-redes o triunfo na partida.

No final da partida, José Silva era um treinador radiante. “Esta conquista começou o ano passado. Nunca tínhamos passado dos quartos e este ano, com muito esforço e muita dedicação, conseguimos vencer”, refere. O técnico da AEFADEUP destacou ainda que o adversário “é uma grande equipa e tem grandes jogadores, por isso tivemos de cerrar fileiras e defender bastante” para conseguir vencer.

Por seu turno, Michael Ribeiro era um homem desolado no final da partida. “Quem assistiu ao jogo viu que só deu Minho mas no fim o que conta é o resultado, pois não reza a história dos que jogaram mas do que ganharam”. O treinador considerou ainda que a sua equipa “era a que mais merecia vencer a competição pelo percurso que realizou”, deixando ainda uma palavra aos seus atletas, “sinto um enorme orgulho pelos meus jogadores e eles são uns verdadeiros campeões e só têm de levantar a cabeça. A eles, digo-lhes, muito obrigado", conclui.

e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?