Paulo Ferreira em entrevista



2006-07 foi o ano em que Paulo Ferreira exerceu funções como Presidente da FADU. O lugar ocupado “abriu portas” ao convite da Federação Internacional de Desporto Universitário (FISU), onde trabalha desde então. Recentemente, Paulo Ferreira foi promovido a diretor dos Campeonatos do Mundo no âmbito da FISU.

FADU: Depois de ter desempenhado as funções de Presidente da FADU, foi convidado pela FISU para continuar o seu trabalho no âmbito do Desporto Universitário Internacional. Como tem sido a experiência?
Paulo Ferreira:
No seguimento do mandato na FADU, surgiu a oportunidade de trabalhar na FISU e tem sido uma experiência fantástica, a todos os níveis. A FISU trabalha no mesmo âmbito que a FADU, mas com alcance compreensivelmente diferente. O facto de ter acesso a muitas competições e diferentes culturas tem sido muito enriquecedora. Por coincidência, entrei na FISU numa altura de grande progresso e crescimento da organização e isso foi excelente. Comecei no Departamento Desportivo em Bruxelas e meio ano depois, passei para Lausanne como Assistente Executivo do novo gabinete da FISU na Suíça. A mudança na organização, com a passagem da sede para Lausanne, e o trabalho que desenvolvi ajudaram a que fosse proposto como Diretor dos Campeonatos Mundiais Universitários. Em resumo, claramente uma experiência fantástica.


FADU: Como diretor dos Campeonatos do Mundo no âmbito da FISU, o que muda e como encara o desafio?
PF:
A passagem para Diretor dos Campeonatos do Mundo Universitários (CMU) veio no seguimento do trabalho que desenvolvi na FISU e no seio do desporto universitário mundial. O facto de conhecer bem a realidade dos CMU desde os tempos da organização de competições na Universidade do Minho, bem como os projetos que desenvolvi nas várias funções que desempenhei, posicionaram-me de forma favorável para assumir o cargo. Naturalmente, encaro o desafio com um elevado sentido de responsabilidade pois entendo a área dos Campeonatos Mundiais Universitários como o de maior potencial para desenvolvimento. A cobertura e alcance dos Campeonatos do Mundo Universitários orientado às federações membro da FISU, assim como às federações desportivas internacionais, dão um papel fulcral a este Departamento no que toca a relações institucionais e públicas. Da mesma forma, a título pessoal, sinto-me honrado por ver o meu trabalho a ser reconhecido, e julgo os desafios muito interessantes.


FADU: Quais são, no seu entender, o ponto de situação atual e as perspetivas de futuro e desenvolvimento do Desporto Universitário a nível internacional e especialmente a nível de Portugal?

PF: No meu entender, o desporto Universitário está num momento de crescimento como nunca visto na história. Desde logo, a reorganização interna da FISU vai consolidar o posicionamento institucional entre as organizações pares e isto vai claramente refletir-se nos seus eventos, bem como nas federações nacionais universitárias. As dificuldades financeiras que cada vez mais se sentem na área do desporto irão obrigar a uma espécie de “seleção natural”. Apenas os melhores sobreviverão e isso fará com que o desporto seja encarado de forma distinta no que concerne à gestão e administração.
Em Portugal prevejo semelhante desenvolvimento, ou seja, cada vez a atenção mais será centrada nos bons exemplos. A FADU tem tido um percurso notável nos últimos anos, arrisco-me mesmo a dizer que, comparativamente é bem capaz de ser a federação desportiva nacional com maior sucesso desportivo. E isto assenta unicamente no trabalho feito internamente, a nível da organização de eventos e na estrutura de gestão, bem como nos modelos políticos e desportivos adotados. Apenas receio que este trabalho não seja, em primeiro lugar, devidamente reconhecido a nível nacional, e em segundo lugar, que não seja aproveitado pelas federações e estruturas parceiras da FADU. A meu ver, conhecendo bem as realidades que existem a nível mundial, é por vezes difícil compreender a “distância” que existe entre as organizações. Sem dúvida alguma, a FADU é das melhores estruturas desportivas universitárias no seio dos membros FISU e é sem dúvida agradável ver esse reconhecimento a nível internacional, tanto da parte da FISU em si, como de organizações pares que procuram desenvolver modelos semelhantes ou baseadas na estrutura da FADU. O presente da FADU é uma garantia de qualidade. O futuro será definido pelo reconhecimento dessa qualidade em Portugal.
e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?